PROFILAXIA COM ULTRASSOM​

Profilaxia com ultrassom

É a limpeza dentária feita por um cirurgião dentista. Ela se difere da limpeza diária porque é feita com materiais e produtos específicos, encontrados apenas nos consultórios odontológicos.

Além disso, o profissional higieniza individualmente cada dente e a parte mais interna e profunda da gengiva, o que a torna mais completa, detalhada e refinada e, por isso, tão procurada por quem quer manter a boca saudável e limpa.

Como é feita?

Tartarectomia

É sempre a primeira etapa da profilaxia. Uma vez que não é possível remover tártaro apenas com escova e fio dental, o profissional usará um aparelho chamado ultrassom ou instrumentais curetas para fazer a raspagem e remoção destes tártaros.

Escovação completa

Caso o profissional ainda ache necessário, uma escovação completa será feita com uma escova parecida com escovas elétricas, só que profissionais, mais a utilização de uma pasta dental também encontrada apenas em consultórios odontológicos e uso de fio dental.

Jateamento

Quando necessária, é feito logo após a tartarectomia. A profilaxia poderá ser fortificada com o uso de um jato com bicarbonato de sódio, que tem como função a remoção de placa bacteriana e do tártaro; e também de polimento e proteção do dente.

Flúor

A aplicação de flúor é o último procedimento. Tem como função manter o frescor da boca e devolver minerais, além de fortificar os dentes.

Com que frequência deve ser feita?

A frequência da profilaxia varia dependendo de cada caso. O mais comum é que seja feita de seis em seis meses.

Em casos que o dentista perceba um maior acúmulo de placa bacteriana e tártaro, poderá ser indicada uma frequência maior: de três em três meses, por exemplo. E em casos opostos, a profilaxia poderá ser feita uma vez por ano apenas.

Mas não se preocupe, seu dentista saberá definir o que é melhor para você.

ENVIE SUA DÚVIDA